icone-de-lupa
BUSCA
por que avaliar

Por que avaliar as Competências Socioemocionais?

Edição Guia escolas

Por Alessandro Ayudarte (diretor pedagógico do Nuvem9Brasil)

As Competências Socioemocionais são conhecimentos, habilidades e atitudes essenciais que os nossos alunos precisam aprender ao longo da vida escolar. E assim como as avaliações acadêmicas tornaram-se fundamentais no Brasil e no mundo, as avaliações das competências socioemocionais também se tornarão imprescindíveis na nova educação do Século 21.

Com essas avaliações, as escolas poderão medir, pensar, comunicar e agir a partir de prioridades sociais e emocionais de seus alunos, não somente levando em conta as questões acadêmicas, porque, afinal, os melhores resultados acadêmicos são também resultados do desenvolvimento das competências socioemocionais.

Avaliações, em todos os âmbitos, tornaram-se eficazes na aprendizagem dos alunos. De fato, uma recente pesquisa do PDK (pesquisa de opinião pública dos Estados Unidos) indicou que a grande maioria dos americanos concorda que a mensuração das competências socioemocionais também é importante, com 84% de uma amostra nacionalmente representativa dizendo acreditar que as escolas deveriam avaliar as habilidades interpessoais dos alunos.

A avaliação das competências socioemocionais oferece uma série de benefícios para educadores em vários níveis:

  1. Apontar que a Educação Socioemocional é uma prioridade – mesmo com o tempo e os recursos ainda limitados nesta área da educação, a decisão de dedicar investimento e inteligência para avaliar e relatar a educação socioemocional dos alunos é uma meta da Educação mundial;
  2. Estabelecer uma linguagem comum para a Educação Socioemocional – ao escolher uma avaliação que se alinhe com a estrutura da escola, ela pode estabelecer e reforçar como a Educação Socioemocional acontece e, assim, a equipe, os alunos e os pais poderão compreender melhor sobre a sua relevância no cotidiano escolar;
  3. Aprofundar a compreensão de como as competências socioemocionais se manifestam nos alunos ao longo do tempo – por meio de treinamento, revisão de relatórios de pontuação e discussões subsequentes sobre os resultados da avaliação, a equipe pedagógica da escola desenvolve um conhecimento mais profundo sobre como as competências socioemocionais se desenvolvem. Isso permitirá que escolas definam metas alcançáveis para o crescimento do aluno em diferentes competências e níveis de desenvolvimento e destaquem quais competências devem ser enfatizadas no ensino e na prática. Alunos e famílias irão igualmente aprofundar sua compreensão do desenvolvimento das competências socioemocionais ao longo do tempo, um passo fundamental para a adesão a programas consistentes de Educação Socioemocional;
  4. Melhorar continuamente a forma de ensinar e implementar a Educação Socioemocional – por meio de avaliação, os educadores podem medir como a implementação da Educação Socioemocional está impactando no cotidiano escolar e se é necessário fazer ajustes. A avaliação formativa pode ser pensada como avaliação para a aprendizagem. Isso, feito com frequência, é geralmente incorporado e até considerado parte da prática de ensino e aprendizagem, fornecendo informações para orientar estas práticas;
  5. Avaliar a eficácia do programa de Educação Socioemocional utilizado e das abordagens – com a avaliação, as escolas podem realizar um exame de nível mais alto da eficácia da implementação de um determinado programa. As obtenções desses dados tornam-se valiosas para informar as partes interessadas sobre o progresso das iniciativas de Educação Socioemocional;
  6. Apoiar resultados equitativos na educação – de acordo com a Comissão Americana de Desenvolvimento Social, Emocional e Acadêmico (NCSEAD), quando a avaliação é bem-feita, com uma abordagem integrada para o desenvolvimento social, emocional e acadêmico, beneficia toda e qualquer criança e pode ser parte da conquista de uma sociedade mais igualitária. Avalição socioemocional é uma alavanca fundamental para apoiar a equidade nas escolas devido a sua ênfase na melhoria dos ambientes de aprendizagem.

Saiba mais sobre Educação Socioemocional e o Programa Nuvem9Brasil em www.nuvem9brasil.com.br.

 

Fontes:
Soland, Hamilton, & Stecher, 2014; National Research Council, 2013
The Aspen Institute, 2018
Phi Delta Kappa International, 2017

Publicação:

Sobre o autor

Vagner Apinhanesi

Jornalista na Editora Educacional.

Categorias

Mais lidos

  • shutterstock_12780167(1200)

    Problemas de aprendizagem: Estudo revela que alunos acumulam defasagem durante o Ensino Fundamental

    Edição Guia Escolas
  • Ausencia - celio

    Ausência nas aulas e justificativas: como a escola deve agir?

    Edição Guia Escolas
  • hwr - sustentabilidade

    Tradicional, Renovada, Freiriana, Montessori, Freinet, Piaget, Rudolf Steiner, Vigotsky? Edimara de Lima*

    Edição Guia Escolas

MENSAGEM ENVIADA COM SUCESSO!

Agradecemos seu contato, responderemos em breve.

×