icone-de-lupa
BUSCA
renascença - retorno

Colégio Renascença desenvolve protocolos para a volta às aulas presenciais

Edição Guia escolas

Independentemente da data em que seja liberada a volta às aulas das escolas da capital de São Paulo, o Colégio Renascença – instituição de ensino com 98 anos de atuação – já prepara os novos protocolos para receber os alunos de volta na sala de aula com segurança e acolhimento, estabelecendo uma rotina de Ensino Híbrido.

O desafio vai além do uso das máscaras, que serão obrigatórias e trocadas a cada três horas. A equipe pedagógica prepara um planejamento organizacional que garanta a integridade física, mental, psicológica e social de todos os educadores, colaboradores, alunos e familiares.

“Manteremos atenção especial à saúde mental de toda comunidade acadêmica. A inédita situação que a atual crise traz demandará ações pedagógicas e educacionais para acolher essas questões. A escola tem papel crucial na adoção de ações, servindo como local para intervenções de acolhimento emocional de alunos e colaboradores”, afirma o diretor-geral do Colégio Renascença, João Carlos Martins.

O novo material escolar
No retorno à sala de aula presencial, os estudantes vão se deparar com novos materiais escolares. Na mochila, além de cadernos e livros, a garrafa de água pessoal será indispensável, uma vez que os bebedouros estarão interditados, e todos os alunos do Ensino Fundamental e Médio receberão um kit de higienização para a limpeza das mesas e carteiras antes do uso. Além dessa estratégia, será realizada a desinfecção dos locais de uso interno coletivo a cada três horas e do colégio, diariamente, após o horário letivo.

A nova rotina dos estudantes contará com etapas como a medição da temperatura diária e a orientação para lavar as mãos com água e sabão como forma prioritária de higienização. Esse procedimento acontecerá de forma organizada, sem aglomeração, na chegada da escola e na volta de cada atividade que ocorra fora da sala de aula. Além disso, dispensadores com álcool 70% foram incorporados à arquitetura da instituição em todos os espaços coletivos. Mesmo assim, o contato entre os colegas e professores ficará, por hora, distanciado.

As carteiras foram separadas a uma distância mínima de 1,5 metro e as salas e áreas comuns permanecerão com as portas e janelas sempre abertas para a ventilação. O Colégio Renascença conta uma grande área externa que ajudará na logística para adequação ou divisão das turmas, de acordo com as exigências de saúde e segurança. Além da sala de aula, as quadras, áreas abertas, ateliês, biblioteca e laboratórios serão utilizadas de acordo com as mesmas regras de distanciamento.

Entre os pais, o momento que mais gera insegurança é o intervalo. A hora do recreio contará com novas dinâmicas. Os alunos da Educação Infantil terão as refeições servidas na sala de aula, respeitando o distanciamento. O mesmo acontecerá com estudantes do Ensino Fundamental e Médio que, além de poder trazer o próprio lanche, também poderão comprar produtos da cantina por meio de um aplicativo on-line com um dia de antecedência – para evitar aglomerações. Diariamente, a cantina fará o preparo dos lanches agendados e entregará em sala.

Treinamento para o novo normal
Professores, colaboradores e, em especial, funcionários de manutenção e limpeza continuarão a receber treinamentos sistemáticos que visem à orientação dos alunos e higienização constante das instalações. Além dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) fornecidos pelo Colégio Renascença, com máscara e escudo facial, haverá também um novo cronograma de uso dos espaços para evitar aglomerações.

A Sala dos Professores, por exemplo, será disponibilizada com escalonamento de horários, obedecendo ao número de pessoas permitido, devidamente distantes umas das outras. As reuniões com pais acontecerão remotamente, com data e horário previamente agendados.

A instituição já se preparou para estabelecer a nova cultura escolar necessária para o esperado retorno. “A nossa equipe multidisciplinar está analisando experiências de países e regiões que já retornaram às atividades presenciais e conclui-se que o retorno não se dará como o de um recesso tradicional. O cenário apresenta novos e complexos desafios que só poderão ser superados com a colaboração e adaptação de todos. Enquanto olhamos para o próximo, olhamos para nós mesmos”, finaliza o professor João Carlos Martins.

Publicação:

Sobre o autor

Vagner Apinhanesi

Jornalista na Editora Educacional.

Categorias

Mais lidos

  • Ausencia - celio

    Ausência nas aulas e justificativas: como a escola deve agir?

    Edição Guia Escolas
  • shutterstock_12780167(1200)

    Problemas de aprendizagem: Estudo revela que alunos acumulam defasagem durante o Ensino Fundamental

    Edição Guia Escolas
  • Habilidades

    O que é educação socioemocional?

    Edição Guia Escolas

MENSAGEM ENVIADA COM SUCESSO!

Agradecemos seu contato, responderemos em breve.

×