icone-de-lupa
BUSCA
geduc

GEduc 2020 mostra como o cenário de pandemia se tornou oportunidade de inovação na área educacional

Edição Guia escolas

O contexto atual com a pandemia da Covid-19 sofreu mudanças significativas em diversas áreas. Na educação, foi necessária uma rápida adaptação para suportar o formato de ensino remoto ante a suspensão das aulas presenciais. Os desafios que essa nova realidade trouxe para instituições de ensino e educadores de todo o mundo foram enfrentados com muita inovação na área educacional, proporcionando para o setor a antecipação das necessidades já solicitadas pelo século 21. Para debater esse assunto, a 18ª edição do GEduc – Congresso Brasileiro de Gestão Educacional reuniu remotamente os principais players de educação entre os dias 27 e 31 de julho, oferecendo a educadores de todo o Brasil a possiblidade de aprender e se inspirar para atuar na disrupção.

“Realizar o GEduc 2020 de forma on-line foi um grande desafio, pois tivemos uma semana em período integral 100% ao vivo pela internet”, afirma Sonia Colombo, diretora da Humus, consultoria que há mais de 25 anos desenvolve capacitações e serviços, entre eles o GEduc, para o aperfeiçoamento de gestores educacionais.

“Tivemos um grande engajamento dos palestrantes e do público e oferecemos um conteúdo muito atrelado ao momento que estamos vivendo, então o tema ‘Disrupção na Educação: venha para o futuro’ foi algo totalmente integrado aos nossos desafios da atualidade”, ressalta.

Nessa edição, o congresso reuniu mais de 600 profissionais de educação discutindo sobre inovação em educação e trazendo projetos e iniciativas de sucesso na área ao redor do mundo, além de explorar o setor em todas as suas vertentes: desde a gestão e novidades pedagógicas, até estratégias e pontualidades da comunicação e marketing para instituições de ensino.

Entre os temas abordados no evento está a questão do ensino a distância. O futurista Tiago Mattos reforçou a ideia do ensino que é pensado digitalmente e o que é digitalizado: “É preciso pensar na educação digital para o futuro e não apenas na digitalização do que já existe”. Ronaldo Oliveira, Channel Manager da Amazon Web Services, também abordou o cenário de inovação e a importância das instituições estarem preocupadas em se atualizar: “A pandemia trouxe a transformação digital para as instituições que não estavam preparadas para isso antes; as escolas não podem se ver fora do mundo da tecnologia, pois estamos todos interligados”, aponta.

Nesse contexto, o jornalista Caco Barcellos mostrou em sua palestra como os jovens estão lidando com o mercado de trabalho e a necessidade de entenderem as desigualdades e diversidades do Brasil, sendo esse um ponto fundamental para a sua preparação para o futuro: “A formação do brasileiro do futuro precisa pensar no brasileiro do presente”. O fundador da RenovaBR, Eduardo Mufarej, também destacou que a educação é a chave para a mudança no país, com líderes mais capacitados, vendo nos problemas a oportunidade de transformação.

O diretor presidente do Grupo SEB, Chaim Zaher, reforçou o contexto da pandemia como uma oportunidade de mudança na área educacional: “Acho que a dificuldade agora passa a ser uma oportunidade. É aquela história: mude antes de ser obrigado a mudar. Quem não mudou, agora é obrigado a mudar de uma maneira um pouco atrasada”.

Outros palestrantes, como a futurista global Jaqueline Weigel, o líder de vendas MIST na Juniper Networks, Marcos Teixeira Dias; o diretor científico da Digital Pages, Ronaldo Mota; e BDM de Educação da LenovoBR, Carolina Gomes; falaram sobre a tecnologia, ensino híbrido e inteligência artificial para a educação do futuro, inovações disruptivas que já acontecem em diferentes lugares do mundo.

Premiação e lançamentos
Durante o evento, foram anunciados os vencedores do Prêmio Nacional de Gestão Educacional – PNGE, criado com o objetivo de fomentar práticas pedagógicas inspiradoras implantadas por instituições de ensino básico e superior. O reconhecimento foi para instituições de ensino de diversas partes do Brasil.

O PNGE é realizado pela Humus, em parceria com as entidades de classe: ABMES, Fenep, Anaceu, Anec e Abrafi. As práticas concorrentes são analisadas por membros de uma Comissão Avaliadora formada por especialistas em educação. Para conhecer os membros da Comissão e ler os trabalhos premiados de todas as edições, acesse www.humus.com.br/pnge.

Além disso, aconteceu também durante o GEduc o lançamento do Instituto Ela – Educadoras do Brasil e da Revista Inspirações, sobre educação Brasileira, cujo material foi distribuído em formato de e-book para todos os participantes.

O GEduc (www.geduc2020.com.br) é um congresso de gestão educacional que acontece há 18 anos em São Paulo, reunindo os principais players da área para uma imersão que envolve palestras, encontros e debates de alto nível. Com palestrantes de renome, o GEduc é um ponto de encontro obrigatório para os gestores educacionais brasileiros.

Publicação:

Sobre o autor

Vagner Apinhanesi

Jornalista na Editora Educacional.

Categorias

Mais lidos

  • Ausencia - celio

    Ausência nas aulas e justificativas: como a escola deve agir?

    Edição Guia Escolas
  • shutterstock_12780167(1200)

    Problemas de aprendizagem: Estudo revela que alunos acumulam defasagem durante o Ensino Fundamental

    Edição Guia Escolas
  • Habilidades

    O que é educação socioemocional?

    Edição Guia Escolas

MENSAGEM ENVIADA COM SUCESSO!

Agradecemos seu contato, responderemos em breve.

×