icone-de-lupa
BUSCA
h

Nuvem9Brasil promove capacitações de educadores para a Escola do pós-pandemia

Edição Guia escolas

Quando a pandemia passar e o distanciamento social ficar para trás, todos precisarão se readaptar ao convívio em sociedade. Adultos, crianças e adolescentes; professores, alunos, famílias e escolas; todos irão se deparar com uma realidade diferente daquela que estavam acostumados, e, obviamente, o pós-pandemia irá requerer reflexão, cuidados redobrados e ações efetivas e assertivas para as pessoas se sentirem seguras.

O receio de se contaminar, a doença, o medo da morte, a solidão, a perda de pessoas amadas, o distanciamento dos amigos, o tédio e até mesmo a depressão. Para muitas crianças e jovens, essas emoções e sentimentos são desconhecidos até então.

As escolas viverão um momento de acolhimento e retomada, uma etapa em que todos os atores da educação básica precisarão estar conscientes da importância das relações socioemocionais. Por essa razão, o Programa de Educação Socioemocional Nuvem9Brasil, ao longo da pandemia, realizou uma série de capacitações on-line para educadores e gestores de instituições de ensino, dando suporte para que todos estejam mais bem preparados e confiantes para quando os portões das escolas forem abertos.

Alguns desses seminários on-line foram ministrados para os profissionais da rede municipal de Educação do Consórcio para o Desenvolvimento e Inovação do Norte do Paraná (Codinorp), composto pelos municípios de Bela Vista do Paraíso, Cafeara, Centenário do Sul, Florestópolis, Guaraci, Jaguapitã, Lupionópolis, Miraselva, Porecatu e Prado Ferreira, os quais abrangem mais de 6.500 alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental I (do 1º ao 5º ano) e cerca de 450 professores.

No dia 30 de julho, por exemplo, o diretor pedagógico do Nuvem9Brasil, professor Alessandro Ayudarte, apresentou a palestra Educação Socioemocional – Acolhimento e Retomada, que contou com a participação do prefeito e do secretário de Educação de Porecatu, respectivamente, Fábio Luiz Andrade e Valdinei de Alcântara Dias. Durante a live, Ayudarte ressaltou que cuidar das emoções dos alunos, famílias e profissionais da educação será primordial nessa retomada.

“Respeito, cooperação, responsabilidade, gentileza e empatia, entre muitos outros valores, serão imprescindíveis para superar os medos e as incertezas que a pandemia aflorou e evitar que medidas de segurança e higiene extrapolem para o preconceito, o bullying, a violência, a segregação, o isolamento”, diz Ayudarte. “Nessa hora, é fundamental que todos os atores da Educação Básica estejam conscientes da importância das relações socioemocionais. Com as ferramentas corretas em mãos, professores e gestores escolares terão plenas condições de acolher os alunos que chegarão em um momento complexo dentro das unidades escolares. E nós estaremos juntos, dando todo o suporte necessário, com uma série de ferramentas e propostas pedagógicas disponíveis também no formato on-line, uma forma de promover a ‘Cidadania Digital’, importante componente para a Educação do Século 21”, explica Ayudarte.

Já no dia 16 de setembro, o diretor do Nuvem9Brasil, professor Paulo Abud, proferiu a palestra Pais Treinadores de Emoções, transmitida pelo canal no YouTube da Secretaria de Educação do Município de Porecatu, com a participação de gestores educacionais, coordenadores, professores e famílias.

Em sua explanação, Abud explicou que os primeiros passos da aprendizagem socioemocional iniciam-se dentro de casa. As famílias são exemplos fundamentais de valores, atitudes e comportamentos para os filhos.

“Não podemos esquecer que as novas diretrizes da BNCC preconizam o ensino e a prática das habilidades socioemocionais nas escolas a partir de 2020. Mas as famílias devem ser parceiras no desenvolvimentos dessas competências. Então, quando os pais são modelos positivos para os filhos, ajudam as crianças a identificarem suas próprias emoções, a lidarem com elas, a entenderem que não é errado sentir medo, raiva ou qualquer outra emoção. O importante é identificar porque estão com esses sentimentos e como irão agir para resolver isso”, explica o diretor do Nuvem9 Brasil. “Essa abordagem leva os filhos e confiarem nos pais e em seus próprios sentimentos, a terem autoestima elevada e a se relacionarem melhor com as demais pessoas. Então, em suma, pais treinadores de emoções promovem a consciência das emoções, ensinam e constroem confiança, estabelecem limites e incentivam os filhos a resolverem seus próprios problemas”, finaliza Abud.

O Nuvem9Brasil é um programa de aprendizagem socioemocional que integra todas as áreas do conhecimento da Educação Básica, através de Planos de Atividades para o ensino de valores humanos essenciais. É importante ressaltar que todas as propostas estão alinhadas com organizações internacionais como UNESCO e CASEL, bem como com a BNCC.

Para saber mais sobre o Nuvem9Brasil, acesse www.nuvem9brasil.com.br.

Publicação:

Sobre o autor

Vagner Apinhanesi

Jornalista na Editora Educacional.

Categorias

Mais lidos

  • Ausencia - celio

    Ausência nas aulas e justificativas: como a escola deve agir?

    Edição Guia Escolas
  • shutterstock_12780167(1200)

    Problemas de aprendizagem: Estudo revela que alunos acumulam defasagem durante o Ensino Fundamental

    Edição Guia Escolas
  • Habilidades

    O que é educação socioemocional?

    Edição Guia Escolas

MENSAGEM ENVIADA COM SUCESSO!

Agradecemos seu contato, responderemos em breve.

×