icone-de-lupa
BUSCA
retorno - santa maria

Volta às Aulas: Colégio Santa Maria se prepara para a retomada em setembro

Edição Guia escolas

A volta às aulas presenciais será marcada por uma série de medidas restritivas e de segurança para a prevenção contra o novo Coronavírus. Em recesso de férias desde 13 de julho, o Colégio Santa Maria retorna com as aulas on-line dia 3 de agosto e, caso o Conselho Estadual de Educação confirme sua previsão, estará preparado para retomar a rotina escolar em 8 de setembro com todas as precauções necessárias.

Além do uso obrigatório de máscaras de proteção para todos os estudantes (duas por aluno), professores e funcionários, a instituição, que atende 2.300 alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio, vai distribuir 110 dispensadores de álcool em gel em todos os corredores das classes. Na entrada dos nove edifícios, haverá estações de higienização com tapetes sanitizantes e lavatórios móveis. Ao entrar no colégio, o aluno terá a temperatura aferida por um funcionário.

Nas mesas e carteiras das salas de aula do Ensino Fundamental, foram instaladas barreiras acrílicas. A adaptação foi realizada em 1.880 móveis, distribuídos em 53 ambientes. Entre um turno e outro, todas as classes, incluindo as do Ensino Médio e da Educação Infantil, passarão por higienização e nebulização com substância desinfectante – a mesma usada em hospitais. Os bebedouros foram adaptados para abastecimento exclusivo com garrafas de água.

No Ensino Médio, onde os alunos trocam de sala para as aulas eletivas do currículo diversificado, a opção foi espaçar as carteiras. “Não seria seguro eles terem as barreiras acrílicas, já que não haveria tempo para a desinfecção entre as aulas”, diz o diretor do segmento, Silvio Freire.

Também serão adotadas medidas para restringir a circulação de pessoas na Escola. Em todos os segmentos, os pais não poderão descer do carro para deixar ou pegar os filhos. “A ideia é um fluxo mais rápido de circulação interna de veículos e permanência curta no interior da escola”, diz o gerente administrativo do Santa Maria, Antonio Humberto dos Santos.

A instituição vai definir como será o recreio dos alunos após a determinação da Secretaria Estadual de Educação de retornar com a totalidade dos estudantes ou parte deles. O colégio está preparado tanto para o modelo híbrido, com uma parcela das turmas presencial e outra em aulas on-line, como para receber 100% dos estudantes. Está certo que os alunos terão de levar o lanche de casa e só poderão comer na sala, cada um na sua própria mesa. No Ensino Médio, cujos estudantes da 1ª série têm aula em período integral, um forno de micro-ondas ficará à disposição para que possam esquentar o almoço trazido de casa e sentar para comer no pátio, com distanciamento, já que o espaço é bem amplo. As cantinas e o refeitório estarão fechados.

As turmas da Educação Infantil, cuja dinâmica é diferenciada por conta da idade das crianças, terão a possibilidade de realizar 70% de suas atividades fora da sala de aula. A proposta pedagógica do Santa Maria para este segmento já é focada em um trabalho que privilegia o contato com a natureza e as brincadeiras no bosque.

“Nós estamos organizando o espaço, fazendo todo o processo de esterilização e vamos definir se haverá um revezamento de turmas semanalmente”, explica a orientadora pedagógica Karine Ramos. Além disso, os brinquedos não serão compartilhados. Cada vez que uma criança brincar, esse objeto será separado para desinfecção.

Infraestrutura que favorece o momento atual
Uma das recomendações das autoridades médicas para evitar a contaminação pelo Coronavírus é manter arejados os ambientes. No Santa Maria, esse requisito é amplamente contemplado. Suas instalações têm janelas de madeira envidraçadas que ocupam praticamente metade de uma das paredes das salas de aula, garantindo excelente ventilação natural.

As várias edificações da instituição estão espalhadas em uma vasta área – 180 mil metros quadrados – e a maioria possui apenas piso térreo. Uma exceção é o complexo do Ensino Médio, inaugurado há quatro anos, que apresenta dois níveis e foi projetado para proporcionar o mesmo conforto térmico dos demais. “O prédio possui classes com ventilação cruzada, o que proporciona maior troca de ar do ambiente”, explica a arquiteta responsável pelo projeto, Cecília Horner Hoe.

Para além desse diferencial, está fora das salas uma relíquia nesses tempos de pandemia viral: amplos corredores, arborização, jardins e uma área verde com reserva de Mata Atlântica, o que possibilita uma série de atividades. Há, ainda, um campo de futebol com grama natural de 4.482 metros quadrados, um pouco menor que um campo oficial.

Fauna e flora
O Colégio Santa Maria dispõe de cerca de 100 mil árvores, de 108 espécies diferentes, entre elas, pau-brasil, amoreira, araucária, carvalho brasileiro, cerejeira, eucalipto, flamboyant, cipreste, ipê-amarelo, ipê-roxo, jasmim e laranjeira. Dentro desse universo tão rico em plena capital paulista, encontram-se também alguns animais, como sagui-de-tufos-brancos, gambá-de-orelha-preta, beija-flor, bem-te-vi, coruja-buraqueira, coruja-orelhuda, joão-de-barro, quero-quero, sabiá-do-campo, sabiá-laranjeira e aves migratórias como carcará, garça-branca-grande, jacu e tucano.

É inegável a riqueza natural das instalações da instituição que sempre explorou esse universo para aproximar seus alunos da natureza.

Para saber mais sobre o Colégio Santa Maria, acesse http://bit.ly/2T5UAbk.

 

Publicação:

Sobre o autor

Vagner Apinhanesi

Jornalista na Editora Educacional.

Categorias

Mais lidos

  • Ausencia - celio

    Ausência nas aulas e justificativas: como a escola deve agir?

    Edição Guia Escolas
  • shutterstock_12780167(1200)

    Problemas de aprendizagem: Estudo revela que alunos acumulam defasagem durante o Ensino Fundamental

    Edição Guia Escolas
  • Habilidades

    O que é educação socioemocional?

    Edição Guia Escolas

MENSAGEM ENVIADA COM SUCESSO!

Agradecemos seu contato, responderemos em breve.

×